Archive for fevereiro, 2013

  • Feb
  • 24
  • 2013

The Robledo’s Cards

Posted by daisonpaz In English, Jodorowsky, Marseille (Marselha) | Comments Off on The Robledo’s Cards
The Robledo's Cards

Come from Argentina the two titanic works that enrich the world of Tarot cards. The first part of the text deals with a restoration of the Tarot of Jean Dodal. The second part of this is a new Tarot of Marseilles (TdM II), completely designed by Pablo Robledo. Where his experience enabled him to draw up an entirely new deck, but respecting the standard recognized as traditional. To write these texts I made a compilation of what Robledo wrote on forums about tarot and on his old blog. The details came through a mini-interview I did with him, which proved to be a lovely guy and very approachable. Let’s go to them!

  • Feb
  • 24
  • 2013

As cartas – de Pablo – não mentem.

Posted by daisonpaz In Baralhos de Tarô, Marseille (Marselha), Restaurações | Comments Off on As cartas – de Pablo – não mentem.
As cartas - de Pablo - não mentem.

Vêm da Argentina as duas titânicas empreitadas que enriquecem o mundo do Tarô clássico. A primeira parte do texto aborda uma restauração do Tarô de Jean Dodal. A segunda parte trata-se de um novo Tarô de Marselha (TdM II), completamente concebido por Pablo Robledo. Onde, sua experiência acumulada permitiu-o a elaboração de um baralho inteiramente novo, mas respeitando o padrão reconhecido como tradicional. Para redigir estes textos fiz uma compilação do que Robledo escreveu em fóruns sobre tarô e no seu antigo blog. Os detalhes vieram através de uma mini-entrevista que fiz com ele, onde demonstrou ser um cara amável e muito acessível. Bom, vamos a eles!

  • Feb
  • 23
  • 2013

Como são classificados os tarôs?

Posted by daisonpaz In Baralhos de Tarô, História do Tarô, Tarô | Comments Off on Como são classificados os tarôs?
Como são classificados os tarôs?

Este texto é uma compilação de diversas fontes encontradas na internet e em alguns livros. Quando estuda-se o tarô encontramos coisas curiosas como “o tarô de Marselha não surge nesta cidade e também os tarôs sob este título não necessariamente surgiram nela” mesma coisa ocorre com o Tarô de Besançon. Sem contar as diferentes regiões e seus respectivos  baralhos… A confusão é inevitável. Essa é minha contribuição para tornar palpável estas nomenclaturas, divisões e categorias.

Patrocinado